InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 ZEUS CHAPTER 2: O Encontro entre os Olimpianos!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: ZEUS CHAPTER 2: O Encontro entre os Olimpianos!   Sab Out 31, 2015 3:10 pm

ZEUS CHAPTER 2: O Encontro entre os Olimpianos!


Monte Olimpo e os 12 Templos Divinos


Ares, trajando sua kamui, se aproximava.

Ainda estava se acostumando com o corpo recém-roubado ao despertar. O original havia sido despedaço três Guerras Sangrentas antes. Daquela vez, Ares não iria tentar destruir Atena apenas com as próprias forças. Seria imprudente demais. Atena havia liquidado seus dois tios: Poseidon e Hades, sem dificuldades. Ele sabia que tais ações gerariam alguma represália por parte de seu pai Zeus. Sempre achou que o pai preferia a irmã, mas para tudo havia um limite.
Assim que entrou no palácio de Zeus, o mais alto dos 12 templos olimpianos, construídos por Hefesto, viu sua família. Faziam o quê? Seiscentos anos? De qualquer forma, para deuses aquilo não passava de um piscar de olhos.
— Sente-se, filho... — pediu Zeus, sentado no trono central da sala de reuniões.
— Meu pai. — e olhou para o seu lado direito. — Minha mãe.

Hera, esposa e mãe dos filhos de Zeus, também estava lá, com um vestido suntuoso. Apenas Ares vestia sua kamui. Desde os tempos imemoriais, era considerado o Deus mais intempestivo, partindo para a guerra por menor que fosse a ação de seu inimigo. De todos os olimpianos, apenas Atena — na Terra — e Poseidon — cuja alma ainda repousava — não estavam presentes. Hades não era o que se podia considerar como um Deus do Olimpo, pois seu reino era o inferno. Contudo, os demais: Hefesto, Hermes, Artêmis, Deméter, Afrodite, Apolo e Dionísio — bebericando seu vinho sagrado, observavam Ares, autor da audiência de última hora.

— Meu filho, durante séculos você e sua irmã se digladiavam sem qualquer razão aparente. Ignorei por muitos anos os seus caprichos; preferia que vocês decidissem suas picuinhas entre si. E na maioria das vezes eu concordei com a sua irmã. Sua mãe também partilhava disso, embora se entristecesse muito vendo nossos únicos filhos em comum brigando o tempo todo.
Ares virou a cara. Achava que viria outro sermão.

— No entanto, as razões dos meus irmãos, Poseidon e Hades, foram se mostrando justas. Os humanos foram perdendo sua essência e a foram chegando à própria destruição, sem que os Deuses precisassem intervir. O planeta Terra, que nós tanto lutamos para manter, na luta contra o meu odioso pai, foi se degradando pela humanidade podre e corrupta. Tentei fazer minha filha enxergar o erro em continuar apoiando os humanos, mas ela sempre se negou a me ouvir. Portanto, — e todos olharam para o Deus-rei, que anunciaria uma decisão histórica: — acho que é hora de unirmos as forças e destruirmos a raça humana, para que o planeta Terra possa ter a chance de renascer com novas pessoas, mais puras.
Ares se ajoelhou diante do pai.
— Papai, o senhor finalmente caiu em si. Dê-me a ordem e eu mesmo arrancarei a cabeça de todos os cavaleiros de Atena e trarei minha irmã aqui para que caia em si.
— Não é necessário.
— Como assim?
— Meu caro irmão, como sempre imprudente. Nosso pai não tomaria uma decisão tão simplória assim de lhe enviar, não acha?
— Não pedi sua opinião, Hermes. Você sempre um pacifista.
— Ares, acalme-se — pediu Apolo.

— Irmão...
— Como bem sabe, Artêmis e eu confrontamos nossa irmã Atena, tentando fazê-la cair em si, mas foi em vão. Na época, lutei contra o Cavaleiro de Pégaso da época, agora Cavaleiro de Sagitário. Um guerreiro de coração quente, com certeza, mas que não respeita os Deuses. Nossa inocente irmã se aliou a esse tipo de escória...
— Foi isso mesmo — concordou Artêmis.

— Seu pai e eu achamos que Atena merece uma punição, por ser tão tola. Mas não posso permitir que você mate sua irmã, Ares. A força dos Deuses do Olimpo é grande demais, mesmo para os preciosos cavaleiros de Atena. Portanto, não nos moveremos daqui. Sua irmã já se decidiu. Ela virá até nós. Mas para que o portal do Olimpo se abra para Atena e seus deprimentes cavaleiros, eles precisarão passar pelos guardiões, meus filhos...
— É verdade! — comemorou Ares. — Desde a época da mitologia que nenhum mortal conseguiu chegar ao Olimpo, isso porque no caminho para essa dimensão existem nove guardiões, conhecidos como Planetários. Esses seres, meio-humanos, meio-deuses, protegem o Olimpo das forças demoníacas desde os tempos mais remotos.
— Exatamente! — disse Zeus. — Os noves planetários são os cavaleiros que representam os 9 planetas do sistema solar. Dentre eles, apenas o protetor da Terra foi vencido, séculos atrás, pela própria Atena.
— O Planetário da Terra foi derrotado? — surpreendeu-se Deméter.
— Sim, ele era considerado o décimo terceiro cavaleiro de ouro. Johros de Serpentário...

O mais forte entre os cavaleiros de ouro, mas considerado como amaldiçoado. Na época, Hakurei de Altar e Sage de Câncer, sobreviventes da Guerra Santa de quatro séculos atrás contra Hades, ajudaram Atena a derrotá-lo. Mas os outros oito planetários são ainda mais poderosos que Johros, e estão prontos para defender a entrada do Olimpo, liquidando qualquer cavaleiro de Atena que ousar tentar profanar esta terra sagrada.

— Ahahahahaha! — Ares ria sardonicamente. — Dessa vez, não há a menor chance de Atena vencer seus inimigos. Os planetários são cavaleiros muito mais poderosos até mesmo do que alguns deuses, como Hypnos e Thanatos. Principalmente alguns deles. Eu mesmo treinei o guardião de Marte e posso assegurar que não há um só cavaleiro de ouro capaz de vencê-lo, nem mesmo o Seiya.
Os Olimpianos estavam certos de que seria o fim de Atena e seus cavaleiros.



SANTUÁRIO

— Então teremos que enfrentar todos os Olimpianos, Atena? — perguntou Luís, o novo cavaleiro de Hidra, treinado pelo próprio Ichi, cavaleiro anterior.
— É provável que alguns deles fiquem neutros, como Hermes, mas a maioria não irá se opor ao meu pai — dizia Saori.

— Vocês sabiam, desde que treinaram para ser cavaleiros, que nós estamos dispostos a morrer por Atena — Seiya se irritou com o comentário de Luís, que pareceu um medroso.
— Não dá uma dentro, Luís — disse Eduardo, o sisudo cavaleiro de lobo.
— Não, não é nada disso, senhor Seiya! – Luís tentou se justificar.
— Está tudo bem, jovem guerreiro. Terá como provar o seu valor no campo de batalha.
Atena pediu a palavra.

— Como Seiya já falou, não temos outra escolha. Mas quem quiser recuar e permanecer no Santuário, não irei obrigar ninguém. Alguém vai desistir?
Todos os novos cavaleiros ali presentes pareciam dispostos a entrar em guerra. Não seriam covardes a ponto de se esconder embaixo de suas camas. No entanto, um deles recuou e disse ter mijado nas calças, indo embora correndo.

Wanderson de Vela foi o responsável. Correu depressa, gritando de medo. Atena o deixaria passar, mas...

Entre os cavaleiros de bronze da nova geração, Ezequiel de Camaleão podia ser considerado como um dos mais poderosos e mais impiedosos. June, que antigamente treinou com Shun de Andrômeda, fora uma mestra muito exigente e não tolerava covardia. Com apenas um golpe, Ezequiel executou Wanderson, matando o cavaleiro desertor.
— Seu lixo! Desertar o Santuário sempre foi tido como crime desonroso.
June, de longe, sorriu orgulhosa.
— June, por mais que desertar seja um crime, era necessário mesmo matar o pobre cavaleiro? Afinal, ele era só um garoto.
— Shun, meu amigo, respeito muito você, mas você sempre foi muito mole com todos.

— Agora que sou o cavaleiro de ouro de virgem eu entendo ainda mais como é bom ser misericordioso. O seu cavaleiro possui um cosmo esplêndido, talvez comparável ao dos cavaleiros de prata, mas precisa ser mais paciente.
— O Zeq teve um passado nebuloso. Seus pais e irmãos foram assassinados por bandidos na sua frente. Ele não costuma perdoar os fracos e injustos, mas podemos confiar plenamente em seu senso de justiça.
— Está bem, June — Shun desistiu.

Atena retornou à palavra. Dissera que as tropas seriam enviadas para dentro da casa de câncer. Lá, adentrariam na colina do Yomotsu e chegariam à Hyper Dimensão que os levaria até o Monte Olimpo, onde Ares e os demais Deuses estavam.
— Não há cavaleiro de câncer na geração atual, mas Kiki de Áries vai teleportar a todos nós diretamente para o buraco do Yomotsu. Porém, vocês precisam estar cientes de uma coisa.
Atena olhou diretamente nos olhos de cada um dos cavaleiros ali presentes.
— Para chegarem à dimensão correta, vocês precisam alcançar o sétimo sentido durante a queda. Caso contrário, seus cosmos serão tragados pelas almas dos mortos e vocês poderão cair ou no Mundo de Hades ou mesmo... no Tártaros, onde as almas dos Titãs mortos descansam.
Todos os cavaleiros gelaram na espinha, até mesmo Ezequiel. Se seus cosmos não fossem grandes o bastante, seriam exterminados no espaço-tempo ou pior ainda.


CONTINUA...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Eduardo
Admin
avatar

Mensagens : 483
Data de inscrição : 17/10/2012
Idade : 27
Localização : Santa Maria - RS

MensagemAssunto: Re: ZEUS CHAPTER 2: O Encontro entre os Olimpianos!   Sab Out 31, 2015 3:56 pm

Bahhhh, esse link com a história do CDZ real está muito bem arrumado Daniel Cool

Acho que eu poderia ler esses capítulos por pelo menos umas 12 horas seguidas sem nem ter vontade de parar.

(Só um questionamento, não seria o 8º sentido para poder atravessar? - Se for um comentário de noob, desconsidere)

_________________

Eduardo, Administrador do Fórum de Jogos [R.I.P]
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://requiescantinpace.forumeiros.com
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: ZEUS CHAPTER 2: O Encontro entre os Olimpianos!   Sab Out 31, 2015 4:05 pm

Eu pensei em pôr o 8 sentido, Araya Shiki, como fizeram na Saga de Hades. Só que o objetivo dele era que chegassem vivo no mundo dos mortos, e também considerei o fato de novatos já alcançarem o 8° sentido sem mais nem menos, e achei forçado. Mas não foi comentário noob; foi bem observado. Eu tô bem empolgado com essa história; que bom que gostou.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: ZEUS CHAPTER 2: O Encontro entre os Olimpianos!   Sab Out 31, 2015 5:36 pm

Baaah, ficando shoow demais...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Wander

avatar

Mensagens : 278
Data de inscrição : 23/08/2015
Idade : 28
Localização : Itabaiana/Sergipe

MensagemAssunto: Re: ZEUS CHAPTER 2: O Encontro entre os Olimpianos!   Sab Out 31, 2015 6:48 pm

Cara, tá muito fodastica a história, só uma coisa, temos q pegar os 8 defensores para depois ir Nas 12 casas do olímpio?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: ZEUS CHAPTER 2: O Encontro entre os Olimpianos!   Seg Nov 02, 2015 12:06 am

Bah muito show mesmo, já sai matando kkkkk. ancioso para lutar contra os guardiões.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: ZEUS CHAPTER 2: O Encontro entre os Olimpianos!   Dom Dez 06, 2015 6:25 pm

Sem dúvidas Ártemis robou a cena com sua beleza... rsrsrs E o Zeq ainda esta no clima de matar tudo que passar na sua frente da outra história... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Manda fogo neles Zeq.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: ZEUS CHAPTER 2: O Encontro entre os Olimpianos!   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
ZEUS CHAPTER 2: O Encontro entre os Olimpianos!
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Brasil} Helicóptero desaparece entre Campinas e Guarujá
» Corujão PSB - Só poste aqui entre 1 e 6 da manhã!
» Diferença entre selo MINT e NOVO
» Diferenças entre ser sogra do genro e sogra da nora.
» Comparação de tamanho entre o PSVita e o PSP (modelos 2000 e 3000)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
[R.I.P] Requiescant In Pace :: CDZ-
Ir para: